Days Gone é um jogo eletrônico de ação-aventura e sobrevivência desenvolvido pela SIE Bend Studio e publicado pela Sony Interactive Entertainment, sendo lançado exclusivamente para PlayStation 4 em 26 de abril de 2019.
O menu de pausa de Days Gone acompanha o tempo em que o Deacon St. John foi separado da esposa, Sarah, que foi levada de helicóptero durante o surto caótico de zumbis. Desde aquele dia, ele tem vivido uma vida semelhante à sua antiga como
motociclista, evitando responsabilidades e confiando em seu próprio código acima de tudo.No entanto, nesse novo mundo todos precisam de uma certa ajuda para sobreviverem, e como os assentamentos humanos restantes se fortificam contra as hordas de zumbis e uns contra os outros, Deacon está mais preso do que ele pensava. 
Ele pode não acreditar totalmente na paranóia antigovernamental, militarista, niilista ou filosofias rígidas daqueles ao seu redor, mas ele não é totalmente egoísta, também.Como Deacon, Days Gone segue seu próprio caminho, parando entre ser um mundo aberto e dinâmico e uma história linear e fisicamente restrita. Enquanto seus sistemas de jogo criam cenários divertidos e angustiantes, a maneira como Days
Gone se estende na linha entre dois extremos nos deixa querendo saber mais da história mas também abre uma grande possibilidade de o mundo aberto.  

 

 
Os recursos são escassos na paisagem em ruínas, afetando quase tudo que você faz. Você precisa fazer reparos em sua motocicleta, e também criar muitos equipamentos e suas armas brancas já que elas quebram com uma certa frequência. A situação não é tão sombria, entretanto. O Days Gone faz um bom trabalho deixando você desesperado, mas não frustrado, levando à improvisação como tirar o máximo proveito do seu equipamento. Se ficar sem munição para minha arma favorita, é você pode usar um emissor de som para atrair zumbis para a localização dos inimigos. E sobre a pavor que temos em corridas para fugir dos zumbis que inevitavelmente acontencem. Bom vamos falar desse problema adiante. Espero que conseguir recursos e munição até lá, ou talvez eu mude para o modo stealth ou minha arma branca artesanal – um taco de beisebol modificado com uma lâmina de serra.

Lidar com hordas – enormes de zumbis – é seu próprio desafio tenso e aterrorizante, que exige que você use mais do seu ambiente para sobreviver, já que você não pode simplesmente atirar para em todos da multidão separadamente. Você tem que usar sua raiva contra eles, afunilando-os em pontos, onde você pode definir explosivos ou atirar em materiais inflamáveis ​​para conseguir tirar uns pedaços deles antes que se reagrupem para te atacar novamente. A horda imprevisível de IA adiciona uma certa dificuldade e talvez você tenham que ataca-los e tentativas sucessivas, pois nem sempre é possível prever para onde irão.Você pode comprar equipamentos melhores e alguns suprimentos através dos acampamentos humanos, mas apenas ganhando a confiança deles fazendo missões para eles. Essas tarefas, como limpar um acampamento de Marotos ou Rippers, isso não é novidade quando se trata desse conceito de jogo, mas o como Deacon ajuda os campos e sua liderança definiem se eles te disponibiliazam bons equipamentos tanto armas como peças para sua moto, como a conspiração antigovernamental de Copeland. Esses acampamentos também fazem parte de suas atividades de mundo aberto; ao salvar sobreviventes na “merda”, você ganha um grande impulso de confiança com o acampamento para o qual os envia.

Days Gone

Image 1 of 7

Resgatar sobreviventes, caçar e coletar plantas aleatórias sugere uma estrutura de mundo aberto repleta de possibilidades, mas a paisagem de Days Gone é mais enfadonha do que parece. O mapa tem muitos terrenos, mas não está cheio de histórias, personagens e situações intrigantes. Em vez disso, ele contém missões prescritas e pessoas anônimas para matar – e essas tarefas não foram tentadoras ou recompensadoras o suficiente para nos desviar da história principal, como em alguns outros jogos de mundo aberto fazem muito bem.A narrativa de Days Gone é padrão e suficiente, mas tropeça quando se apoia em personagens menores em vários pontos para viradas importantes e / ou dramáticas na trama. Isso força a credulidade, faz o mundo parecer muito pequeno e aumenta a experiência com missões de preenchimento usando uma mecânica de jogo furtiva entediante. O que menos gostamos foram missões onde era ser solicitado procurar um MP3 Player para alguém cara, pois a história estava chegando ao fim.

Na frente técnica, também vale a pena mencionar que Days Gone merece um melhora para um título exclusivo que estamos acostumados. A taxa de quadros pode variar, e os carregamentos são surpreendentemente longos e frequentes no PS4 Pro – algo que não deveria acontecer, já que estamos falando de um jogo de praticamente final de geração.

Days Gone tem boas bases de jogabilidade. A escassez de suprimentos e a ameaça sempre presente de zumbis me colocaram no limite, assim como me deram opções de escapar pela pele dos dentes. Mas a incapacidade de entregar totalmente a história ou frentes de mundo aberto torna um título um pouco limitado. A experiência valeu a pane apesar dos problemas, Days Gone é um título exclusivo que será portado para o PS5, possivelmente iremos testa-lo novamente na nova plataforma.

 
 
Days Gone cover
Days Gone

O Bend Studio cria cenários de sobrevivência atraentes e às vezes aterrorizantes, mas a história e o mundo aberto não saem tão bem.

8

 
Gráficos
8
Som
9
Conceito
7
Jogabilidade
7,5
Entretenimento
7,5
Resultado de gameplay
7,5

Prós

  • Uma história longa com personagens interessantes
  • O protagonista é cativante
  • Mapa do mundo é completamente lindíssimo
  • As hordas de Freakers são intensas

Contras

  • Missões muito repetitiva
  • Problemas técnicos e de desempenho em algumas partes do jogo
  • A faceta de sobrevivência poderia estar melhor
  • A jogabilidade e conceito tinham potencial para mais

Relacionados