O Xbox Series X e o Series S (coletivamente chamados de Xbox Series X/S são consoles domésticos de jogos eletrônicos desenvolvidos pela Microsoft. É a quarta geração da família de consoles Xbox; foram anunciados pela primeira vez durante a E3 2019 como Project Scarlett. Ambos os consoles foram lançados em 10 de novembro de 2020.Ambos os consoles sucedem a linha atual do Xbox One, substituindo o carro-chefe do Xbox One X e os modelos de baixo custo do Xbox One S, respectivamente. A Microsoft está priorizando o desempenho do hardware, incluindo suporte para resoluções de tela mais altas (até 8K de resolução) e taxas de quadros, ray tracing em tempo real e uso de unidade de estado sólido de alta velocidade para reduzir o tempo de carregamento. O Xbox Series S usa a mesma CPU e GPU, memória e armazenamento interno reduzidos e não possui uma unidade óptica.
Os novos consoles da Microsoft oferecem muito mais liberdade para jogar seus novos jogos, mas dependendo de onde você escolher jogá-los, você não terá exatamente a mesma experiência. O Xbox Series X é uma máquina muito mais poderosa do que o Series S ou o atual Xbox One, por exemplo, o que tem um grande impacto no desempenho.
 
 

Xbox Series X

Series X
O Xbox Series X é alimentado por uma CPU AMD Zen 2 customizada de 7 nm com oito núcleos rodando a 3,8 GHz nominal ou quando é usado em multithreading simultâneo (SMT), a 3,6 GHz. Um núcleo da CPU é dedicado ao sistema operacional subjacente. A unidade de processamento gráfico também é uma unidade baseada na arquitetura gráfica RDNA 2 da AMD. Ele tem um total de 56 unidades computacionais (CUs) com 3584 núcleos, com 52 CUs e 3328 núcleos ativados e estará rodando a uma velocidade fixa de 1.825 GHz. Esta unidade é capaz de 12.155 teraflops de potência computacional. A unidade é fornecida com 16 GB de SDRAM GDDR6, com 10 GB rodando a 560 GB/s para ser usado principalmente com o sistema gráfico e os outros 6 GB a 336 GB/s para as outras funções de computação. Após contabilizar o software de sistema, aproximadamente 13,5 GB de memória estarão disponíveis para jogos e outros aplicativos, com o software de sistema apenas usando recursos do pool mais lento. A performance alvo do Xbox Series X é renderizar jogos em resolução 4K a 60 quadros por segundo. A Microsoft afirmou que a CPU do console será quatro vezes mais poderosa que o Xbox One X, incluindo suporte à ray tracing em tempo real, renderização de até 120 quadros por segundo e resolução 8K através do padrão HDMI 2.1. O console também suporta novos recursos do padrão HDMI 2.1, incluindo taxa de atualização variável (VRR) e Modo Automático de Baixa Latência (ALLM), que estão sendo incorporados às televisões mais recentes. O console terá aceleração de hardware de áudio dedicada. Um recurso chamado “audio ray tracing” usará os processadores gráficos de ray tracing para processar o áudio espacial da mesma maneira para melhorar a imersão de áudio para o jogador. A Microsoft também se concentrou em reduzir os efeitos da latência de entrada para melhorar a capacidade de resposta, adicionando suporte aos recursos do HDMI 2.1 Modo Automático de Baixa Latência e Taxa de Atualização Variável e a tecnologia “entrada de latência dinâmica” – uma nova via de entrada que permite que os desenvolvedores incorporem o possível atraso do controle aos seus jogos.
 
 

Xbox Series S

Series S
O Xbox Series S é comparável no hardware básico ao Xbox Series X, semelhante a como o Xbox One S funciona com o Xbox One X, mas carece de algum poder de processamento bruto. Embora execute a mesma CPU com frequências de clock um pouco mais lentas, ele usa uma GPU mais lenta, um RNDA2 com 20 CUs a 1,55 GHz para 4 TFLOPS, em comparação com 12 TFLOPS do Series X. Ele vem com 10 GB de RAM e 512 GB de armazenamento SSD com uma taxa de transferência de entrada/saída bruta de 2,4 GB/s e não inclui nenhuma unidade de disco óptico, exigindo que o usuário obtenha todo o software via distribuição digital. Ele é focado para renderizar jogos nominalmente a 1440p, incluindo suporte a um upscaling de 4k) a 60 quadros por segundo, embora possa chegar a 120 quadros por segundo nesta resolução. Apesar disso, o console tem todas as funções equivalentes ao Xbox Series X, incluindo portas, expansões e suporte a jogos. A unidade tem um formato menor e será enviada com um case branco fosco em contraste com o case preto fosco do lançamento inicial do Series X.
 

Jogos no Lançamento

Não espere um conjunto de jogos de próxima geração para o Xbox Series X. Não teve um Halo Infinite no lançamento, foi adiado para 2021, o que é uma decepção. Mas você ainda terá muito o que jogar. O mais notável é Assassin’s Creed Valhalla, que veio no mesmo dia que a Série X e é efetivamente um título de lançamento, embora de terceiros. Há também Dirt 5, que tem otimizações da Série X, bem como The Falconeer, Tetris Effect: Connected, Yakuza: Like a Dragon e Destiny 2: Beyond Light . Você também tem versões otimizadas para a Série X de jogos como Watch Dogs: Legion, Forza Horizon 4, Ori and the Will of the Wisps e Sea of ​​Thieves. No lançamento do Xbox One tivemos mais títulos no lançamento, mas isso é esperado, dado como a pandemia do coronavírus causou estragos no desenvolvimento de jogos e nos planos de lançamento. Mas o lado bom é que você terá uma grande variedade de títulos de Xbox Game Pass para escolher, bem como jogos Xbox mais antigos para revisitar, graças à compatibilidade abrangente da Série X com versões anteriores. Além disso, há acesso ao EA Play na Série X, que oferece uma seleção de jogos da EA como Star Wars Squadrons e Battlefield V. Será gratuito para quem tem uma assinatura Xbox Game Pass Ultimate, com base na biblioteca de jogos que você pode acessar por um único custo mensal. Além disso, a Microsoft tem uma grande quantidade de estúdios de jogos sob seu banner Xbox Game Studios, que parecem estar trabalhando em novos títulos. Podemos esperar mais jogos exclusivos para Xbox e Windows 10 em 2021 e depois. E, finalmente, a Microsoft agora possui Bethesda e todos os seus sub-estúdios, então podemos esperar muito mais jogos otimizados para Xbox Series X em um futuro próximo, bem como jogos como The Elder Scrolls V: Skyrim sendo adicionados ao Xbox Game Pass .

Controle Xbox Series

Series Controller
O Controle do Xbox tem sido um dos controles mais confortáveis já feitos , baseado no controle do Xbox 360. Na o controle não mudou muito, embora tenha alguns recursos extras. Em uma olhada rápida, a mudança mais notável é a adição de um botão de compartilhamento para compartilhar capturas de tela e gravações com um simples toque. Você notará então que o direcional é híbrido: um disco côncavo que deve fornecer mais precisão. O acabamento do novo controle tem uma aparência mais fosca, com o preto parecendo mais esfumaçado. O botão do Xbox agora também está todo preto. O novo controle se adapta às minhas mãos quase exatamente como seu antecessor. Mas tem uma superfície texturizada nos gatilhos e na parte inferior, o que melhora a aderência geral do controle. Os gatilhos são ligeiramente menores e um pouco mais táteis, assim como os botões superiores. E os joysticks têm um clique mais firme e satisfatórios do que os do controle anterior. Nenhuma dessas mudanças é revolucionária – se você quiser, comparador com controlador DualSense do PS5 – mas todas elas se somam a um controle sem fio Xbox bem evoluído. O único problema é que o controle ainda continua usando baterias AA. Embora possam ser substituídas por uma bateria recarregável que carregue via USB-C, o uso de baterias alcalinas parece um pouco arcaico.
 

Novidades

Retrocompatibilidade

A retrocompatibilidade do Xbox Series X é um dos seus melhores recursos, pois existem bem mais de 1.000 títulos compatíveis com versões anteriores disponíveis, o que significa que você terá dificuldade em encontrar um jogo mais antigo que não seja compatível. Descobrimos que esses títulos carregam mais rápido e simplesmente funcionam melhor; com estabilidade melhorada o que significa menos quedas na taxa de quadros, o que torna os jogos mais antigos mais agradáveis ​​de jogar, mesmo se eles estiverem um pouco desatualizados para os padrões modernos. Essa compatibilidade com versões anteriores também se estende aos acessórios do Xbox. Descobrimos que podíamos conectar facilmente o controle do Xbox One e o Controle Elite Series 2 ao Xbox Series X sem problemas e também os nossos fones de ouvido. Qualquer acessório do Xbox One oficialmente licenciado que se conecte sem fio ou por meio de uma conexão USB com fio deve funcionar no Xbox Series X; no entanto, é importante notar que as conexões de porta óptica não são suportadas, embora alguns desses produtos possam funcionar com uma atualização de firmware.

App Xbox

Um nova versão atualizada do aplicativo do xbox oferece a você mais controle do que antes, permitindo que você gerencie especificamente o armazenamento em seus consoles Xbox, faça bate-papo por voz com amigos no Xbox ou PC e compartilhe facilmente clipes e capturas de tela de jogos, garantindo acesso fácil a recursos jogar. Você pode até usar o aplicativo como um controle remoto para seu console, o que é muito útil para serviços multimídia. No geral, descobrimos que o aplicativo complementar tornou mais fácil do que nunca para acessar e gerenciar nossa fila de downloads.

Xbox Smart Delivery

O objetivo do Xbox Smart Delivery é permitir que os jogadores sempre tenham acesso à melhor versão possível de um jogo Xbox, seja qual for o console em que estejam jogando. Essencialmente, é um pouco como a compatibilidade com versões anteriores combinadas. Descobrimos que podíamos acessar os jogos que tínhamos acesso no Xbox Series X no Xbox One S sem problemas e sem ter que comprar duas versões do mesmo título. Assim, por exemplo, pudemos jogar The Falconeer no Xbox Series X – com suas otimizações – então pular para o Xbox One X e continuar jogando lá, apenas sem as otimizações da Series X. Os dados salvos são transportados entre os consoles, então podemos facilmente alternar entre jogar em ambos. Da mesma forma, nossos jogos do Xbox One eram facilmente acessíveis no Xbox Série X, com atualizações ficando imediatamente disponíveis para aqueles que atualmente têm otimizações para a Série X, como Gears Tactics e Gears 5.

Multimídia

O Xbox Series também oferece uma variedade de recursos de multimídia. Por um lado, o console possui um player Blu-ray 4K integrado que é simples de usar. Você também tem acesso a uma variedade de serviços de streaming: Netflix , Amazon Prime Video , Disney Plus e outros que estão disponíveis nos consoles Xbox One existentes, além de alguns que são novos na plataforma, incluindo Apple TV e aplicativos específicos por região. Todos esses podem tirar proveito dos recursos 4K UHD do console, embora alguns exijam uma conexão de Internet decente.

Suporte DTS e Dolby Atmos

Embora a configuração padrão dos fones de ouvido para o Xbox Series X seja o Windows Sonic, como no Xbox One anterior, o Xbox Series X também oferece suporte para Dolby Atmos e DTS headphone: X sound – embora você precise comprar uma licença separada para cada um. O Windows Sonic é bom para aqueles que não se preocupam muito o áudio, mas Dolby Atmos e DTS fornecem uma experiência de som espacial mais completa, o que significa, por exemplo, que você pode dizer pelos passos de um inimigo exatamente onde ele está em relação a você. Se você joga muito multiplayer online, pode valer a pena escolher um deles, especialmente porque você não precisa de um fone de ouvido específico para funcionar – embora para usar o Dolby Atmos você precise de controlador de som compatível. Também vale a pena notar que estes funcionam apenas com jogos que suportam som Dolby Atmos ou DTS, que incluem Gears 5, Forza Horizon 4 e Rise of the Tomb Raider.

Suporte Dolby Vision

A Microsoft também é o único fabricante de consoles de última geração a oferecer suporte a Dolby Vision, um formato HDR mais preciso que permite contraste superior e precisão de cores. Em termos de conteúdo, você pode assistir a programas e filmes em Dolby Vision com Netflix ou por meio de um Blu-ray Dolby Vision 4K, ou vê-lo em jogos como Ori e Will of the Wisps ou Gears 5. A vantagem do Dolby Vision sobre o HDR10 padrão é que ele suporta cores de 12 bits, permitindo que o console exiba mais de 68,7 bilhões de cores, muito mais do que o formato HDR de 10 bits poderia mostrar. Claro, a aparência dessas cores depende da sua TV – que também precisa ser compatível com Dolby Vision, embora nas Tvs mais novas seja comum.
 

Detalhes técnicos

Componente Series X Series S
CPU Zen 2 customizado 8 Núcleos @ 3.8 GHz (3.66 GHz com SMT) Zen 2 customizado 8 Núcleos @ 3.6 GHz (3.4 GHz com SMT)
GPU RDNA 2 customizado 52 CUs @ 1.825 GHz 12.15 TFLOPS RDNA 2 customizado 20 CUs @ 1.565 GHz 4 TFLOPS
Memória 16 GB GDDR6 com barramento de 320-bits 10 GB @ 560 GB/s, 6 GB @ 336 GB/s 10 GB GDDR6 8 GB @ 224 GB/s, 2 GB @ 56 GB/s
Armazenamento interno SSD NVME customizado de 1 TB PCIe Gen 4 2.4 GB/s bruto, 4.8 GB/s comprimido SSD NVME customizado de 512 GB PCIe Gen 4 2.4 GB/s bruto, 4.8 GB/s comprimido
Armazenamento expansível Cartão de expansão de 1 TB
Armazenamento externo Suporte a HDD externo USB 3.2
Drive óptico Unidade 4K UHD Blu-Ray Nenhum
Performance alvo Resolução 4k a 60 FPS, até 120 FPS 1440p a 60 FPS, até 120 FPS
Tamanho 301mm x 151mm x 151mm 275mm x 151mm x 63,5mm
Fonte: Wikipédia

Relacionados